Arquivo da tag: Violência

Preso suposto assassino de Jadson. Foto: Reprodução Facebook/Informações Policiais de Pojuca

Preso suposto assassino de Jadson Ferreira

De acordo com a página Informações Policiais de Pojuca, foi preso na tarde de hoje (25) o suposto assassino do jovem Jadson da Silva Ferreira. A morte é atribuída a disparos de arma de fogo que teriam sido feitos por Gildair, mais conhecido como Cabelinho.

Jadson Ferreira tinha 31 anos e era tido como uma pessoa pacífica. Ele foi morto na rotatória do Pioneiro após sair de uma festa no Clube Cepe-Catu, na madrugada já do dia 26 de dezembro de 2013.

Ainda segundo a página no Facebook, uma equipe de sete investigadores foram responsáveis pela prisão de Cabelinho, nas proximidades das Casinhas, no bairro Barão de Camaçari.

Preso suposto assassino de Jadson. Foto: Reprodução Facebook/Informações Policiais de Pojuca

Preso suposto assassino de Jadson. Foto: Reprodução Facebook/Informações Policiais de Pojuca

Foto: Loja da rede GBarbosa em Esplanada.

Tentativa de homicídio na loja GBarbosa em Pojuca

De acordo com a página Informações Policiais de Pojuca, dois funcionários da Loja Eletro Show GBarbosa, em Pojuca, foram agredidos por um homem conhecido como Júnior, o qual estava em um Uno vermelho, ontem (17).

Os funcionários foram atingidos por golpes de facão. Um deles teve um corte profundo na testa sendo medicado e liberado e a gerente (o outro funcionário) foi atingida no braço e encaminhada para o Hospital São Rafael, em Salvador, onde segundo outras informações deverá ser submetida a cirurgia. A polícia procura o suspeito de tentativa de duplo homicídio no bairro Pojuca II.

Na foto: uma das lojas da rede GBarbosa.

itapicuru-recolher

Juiz reúne comunidade e impõe toque de recolher em Itapicuru

Os índices de violência na região que envolve o Povoado “Lagoa Redonda”, interior do município de Itapicuru-BA, na divisa com Tobias Barreto, levaram o juiz de direito José Brandão Neto a reunir toda comunidade, autoridades, diversas entidades, servidores públicos e a imprensa, na semana passada, para explanar a portaria que decreta “toque de recolher”, ou “toque de acolher” como ele prefere chamar, na comunidade. De acordo com a determinação, fica proibida a circulação de menores de 11 anos nas ruas do Povoado, bares e restaurantes após as 21h, caso estejam desacompanhados pelos pais ou responsáveis.
Ainda conforme o texto da portaria, maiores de 12 anos e menores de 15 anos só podem transitar pelas ruas após as 22h se estiverem acompanhados dos pais ou responsáveis.
Já os jovens entre 16 e 18 anos incompletos só poderão permanecer nas ruas, sem os pais ou responsáveis, até às 23h. Nos fins de semana haverá uma tolerância de meia hora.
O magistrado acrescentou, também, que metade das ocorrências com menores de 18 anos, registradas no Conselho Tutelar, provêm do mencionado distrito que possui cerca de 9 mil habitantes, “mas é como se fosse um bairro da cidade Sergipana de Tobias Barreto, contudo, se situa ao lado da divisa, no Estado da Bahia, a 30km da sede do Município baiano”, relatou o juiz.
Brandão ainda acrescenta que em breve será aberto um posto avançado da justiça que atenderá a comunidade e terá um vez na semana a presença do Juiz, onde de inicio fará um levantamento das criança que não consta na certidão de nascimento o registro paterno, ou seja do pai, para que o mesmo seja responsável e assuma os devidos compromissos.
Outra proibição, que vale para todo o município de Itapicuru, é que não será permitida a presença de menores de 18 anos, desacompanhados dos pais ou responsáveis, após às 2h da madrugada nos principais eventos e festas do município.
De acordo com alguns depoimentos de moradores da região, é comum crianças consumirem álcool sem que haja nenhum controle das famílias, inclusive na direção de veículos. Essa prática estava contribuindo para que houvesse um aumento considerável furtos e baderna nas ruas da cidade.
“Há relatos do Conselho Tutelar local de que os menores têm se exposto a ações de traficantes e à exploração sexual”. A medida entrou em vigor no dia 8 de novembro de 2013. Informações do Itapicuru Notícias.
20131118-131720_bigthumb506

Crime Bárbaro: Senhora de 60 anos foi estuprada durante assalto

Senhora foi violentada e esposo amarrado durante assalto no povoado de Jacaré, em Alagoinhas.

Senhora foi violentada e esposo amarrado durante assalto no povoado de Jacaré de Dentro, em Alagoinhas. Foto: Alta Pressão

Um crime bárbaro chocou a população de Alagoinhas na semana passada. Uma senhora de 60 anos foi estuprado após um assalto na localidade do Jacaré de Dentro. O crime foi cometido por três homens da própria localidade. Em entrevista a um portal do município de Alagoinhas, a senhora contou que estava lavando as louças e seu esposo tomava banho, quando os três jovens invadiram a sua residência armados a facão, encapuzados e bastante nervosos, anunciando o assalto, “Cale a boca, cale a boca, aqui é um assalto”, relatou a senhora.

Com um pedaço de corda os criminosos amarraram o esposo, de 62 anos, reviraram toda a casa roubando uma quantia de R$ 500,00, três aparelhos celulares, dois rádios portáteis, um aparelho de DVD, um facão, dois botijões de gás cheios, uma bomba de ar e diversos CD’s. Durante o assalto a senhora foi estuprada por um dos assaltantes no quintal da casa.

Na sexta-feira, a senhora que sofreu o estupro, foi até a Delegacia registrar o fato. Em seguida uma equipe da Policia Civil foi até a localidade onde aconteceu o crime, prendendo duas pessoas, uma de 29 e outra de 18 anos, que foram reconhecidas pela vítima. O terceiro participante do assalto ainda não foi identificado. Durante a operação os policiais conseguiram recuperar os dois rádios portáteis e o aparelho de DVD roubados no assalto da terça-feira.

Além de reconhecer os dois acusados presos na ação policial, a vítima teria reconhecido o autor do estupro. Ambos continuam detidos da Delegacia de Polícia de Alagoinhas

covardia-estupro

Casos de estupros cresceram 18% no país, aponta Anuário Brasileiro de Segurança Pública

O número de estupros no Brasil subiu 18,17% em 2012, na comparação com o ano anterior, aponta o 7º Anuário Brasileiro de Segurança Pública, do Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP). Em todo o país, foram registrados 50,6 mil casos, o correspondente a 26,1 estupros por grupo de 100 mil habitantes. Em 2011, a taxa era de 22,1.

Os estados com as maiores taxas de estupro para cada 100 mil habitantes foram Roraima, Rondônia e Santa Catarina. As menores taxas, por sua vez, ocorreram na Paraíba, no Rio Grande do Norte e em Minas Gerais. O relatório completo será divulgado amanhã (5), em São Paulo.

Segundo dados do documento, o total de estupros (50,6 mil casos) superou o de homicídios dolosos (com intenção de matar) no país. Foram registradas 47,1 mil mortes por homicídio doloso em 2012, subindo de 22,5 mortes por grupo de 100 mil habitantes em 2011, para 24,3 no ano passado, uma alta de 7,8%.

Alagoas continua liderando o ranking de homicídios dolosos com 58,2 mortes por grupo de 100 mil habitantes, mas houve redução da taxa. Em relação a 2011, o índice recuou 21,9%, ou seja, passou de 2,3 mil mortes em 2011, para 1,8 mil mortes em 2012. No grupo de estados com as menores taxas de morte por grupo de 100 mil habitantes estão Amapá (9,9), Santa Catarina (11,3), São Paulo (11,5), Roraima (13,2), Mato Grosso do Sul (14,9), Piauí (15,2) e Rio Grande do Sul (18,4).

A população carcerária cresceu 9,39%. Em 2011, havia 471,25 mil presos no país, número que saltou para 515,5 mil em 2012. Já as vagas nos presídios cresceram menos – eram 295,43 mil em 2011 e passaram a 303,7 mil no ano passado, aumento de 2,82%.

Em média, o Brasil tem 1,7 detento por vaga. Boa parte desses presos (38%) são provisórios, com casos ainda não julgados. Em sete estados, mais de 50% da população carcerária ainda aguardam julgamento: Mato Grosso (53,6%), Maranhão (55,1%), Minas Gerais (58,1%), Sergipe (62,5%), Pernambuco (62,6%), Amazonas (62,7%) e Piauí (65,7%), segundo a Agência Brasil.

O gasto total com segurança pública totalizou R$ 61,1 bilhões no ano passado, um incremento de 15,83% em relação ao ano anterior. Investimentos em inteligência e informação alcançaram R$ 880 milhões, ante R$ 17,5 bilhões em policiamento e R$ 2,6 bilhões em defesa civil. São Paulo foi o estado que destinou mais recursos ao setor: R$ 14,37 bilhões, dos quais R$ 5,73 bilhões foram usados apenas com o pagamento de aposentadorias.

crisopolis-roubo

Polícia Civil prende suspeito de roubar motores elétricos em Crisópolis

Foi preso na manhã desta terça-feira (27) na fazenda Manga, zona rural de Crisópolis, José Aurino de Santana Filho, 39 anos, natural da mesma cidade. O mesmo foi grampeado durante um cumprimento de mandado de busca e apreensão expedido pelo juiz da comarca de Olindina Bahia, objetivando arrecadar provas relacionadas a furto e roubo de motores elétricos e a diesel, ocorridos na zona rural daquela cidade.

No momento da abordagem foi encontrada em poder de José, uma motocicleta CG 125 vermelha, com numeração de chassi adulterada, sendo autuado em flagrante no artigo 311 do código penal “adulteração de sinal identificador de veiculo automotor”.

Após ser detido, José Aurino foi encaminhado no inicio da tarde pela policia civil ate a 2ª coorpin em Alagoinhas. Na delegacia em entrevista, o acusado alegou ter adquirido a motocicleta através de um leilão,

A operação foi comandada pelo delegado Dr. Clélio Pimenta Bastos Filho delegado titular de Crisópolis, com o apoio do SI da 2ª coorpin de Alagoinhas. José Aurino encontra-se custodiado a disposição da justiça. Com informações do Crisópolis em Foco.

assalto-olindina

Homem é preso e menor apreendido Olindina

No inicio da tarde do dia 18.09 policiais militares do 2º Pelotão – 6ª CIPM prenderam um homem e apreenderam o menor pelo fato de tentarem assaltar uma casa de material de construção, localizado na Av. Otávio Mangabeira, município de Olindina. Os mesmos foram identificados como: JOCIÁRIO DE ANDRADE SILVA, 20 anos e além do menor J. S. C., 17 anos.

A prisão ocorreu após a PM ser acionada por populares que perceberam a ação suspeita dos indivíduos. A dupla se encontrava abordo da motocicleta Honda CG, 125, cor vermelha, placa policial JSW-5428, com restrição de roubo, além de um revólver calibre 22, com cinco cartuchos deflagrados e certa quantia em dinheiro.

Os acusados foram apresentados na delegacia a autoridade competente onde confessaram outros crimes na região. Com informações da Assessoria de Comunicação da 6ª CIPM.

guarda_municipal_01

Guarda de Santo Antônio de Jesus tem testículos queimados por ex-companheira

O guarda municipal disse que agressão foi motivada por ciúmes, e que ele passou a ser chamado de “guarda assado” após o ocorrido.
Um guarda municipal sofreu queimaduras de primeiro grau depois de a mulher dele jogar uma panela com arroz quente nele. O crime aconteceu em Santo Antônio de Jesus, município localizado a 193 quilômetros de Salvador. O alimento queimou perna, braço e testículos do guarda municipal Hélio Lapa Ribeiro Santos, 38 anos.
Após o guarda municipal prestar uma queixa de agressão contra a companheira, Cristiane do Nascimento Menezes, 33 anos, também registrou uma queixa de agressão contra Hélio.
“Ela é muito ciumenta, quando eu chegava em casa tarde, ela me xingava. Já me jogou panela de feijão, portar-retrato, e, desta última vez, me jogou uma panela de arroz”, revelou o guarda municipal. Já Cristiane acusou Hélio de ter colocado uma arma na cabeça dela, durante uma entrevista a uma rádio de Santo Antônio de Jesus.
Hélio disse que moradores da região começaram a chamá-lo de “guarda assado” após o ocorrido. Ele morava com Cristiane há um ano. Ainda segundo o guarda municipal, a ex-companheira está com uma das chaves de sua casa. “Tenho medo que ela venha fazer algo comigo no meio da noite”, revela. O caso aconteceu nesta última terça-feira (17). Com informações do Correio.
A menina disse que nunca havia sido ameaçada

Minas Gerais: Aluna leva pedradas na porta de escola por ser bonita

Uma adolescente foi apedrejada na porta de uma escola estadual de Belo Horizonte. A menina teria sido agredida por inveja das colegas.

As pedras atingiram as costas e a perna da estudante. Ela foi atacada por um grupo de alunas quando voltava para casa.

— Todo mundo estava falando que era inveja. Por ser menina nova na escola, carioca. Sempre rolou aquelas polêmicas.

A menina estuda no colégio desde o começo do ano e disse que nunca havia sido ameaçada até ser apedrejada. Ela mora ao lado da escola e acredita que só não foi atingida mais vezes porque correu para dentro de casa.

— Em mim acertaram duas, mas no portão foram dez, 15 pedras.

Desde a agressão, a adolescente recebeu inúmeras ameaças. Na porta da instituição, uma jovem admitiu ter jogado pedras na colega.

— Ela “tava” mexendo com a gente e o namoradinho dela veio defendendo ela.

Novas ameaças

A menina fez novas ameaças à estudante.

— Eu vou pegar ela. Pode ser dentro da escola ou pode ser na rua, eu vou “capotar ela”. Vou deixar ela careca e não é inveja.

A diretora da Escola Estadual Geraldina Soares disse à família da adolescente que não pode fazer nada, já que o fato aconteceu fora do colégio. Os parentes temem represálias.

— Tenho medo da represália, elas tentarem fazer alguma coisa dentro da sala de aula, usando uma faca, um canivete. A gente não sabe o que passa pelas cabeças desses jovens.

A Secretaria de Estado de Educação informou que foi feito um boletim de ocorrência. Os pais foram chamados, mas os responsáveis pelas adolescentes acusadas não compareceram. O caso será repassado para a Promotoria da Infância e Juventude. Com informações do R7.

IMG_0981

Violência nas escolas preocupa educadores de Catu

Escola Municipal Raimundo Mata.
Foto: Expresso Catuense

Por: Maiara Lopes

A violência é um problema social que está cada vez mais presente nas ações dentro das escolas, e se manifesta de diversas formas entre todos os envolvidos no processo educativo. A presença das drogas no ambiente escolar é o principal motivo apontado por educadores para a criação de situações de violência dentro das instituições.

Karla Patrícia,
Diretora do Colégio Municipal Raimundo Mata

Sem querer entrar em detalhes por conta da delicadeza do assunto, a Diretora do Colégio Municipal Raimundo Mata, Karla Patrícia falou um pouco sobre a situação. “Eu sei até onde eu posso ir e esse lugar é limitado, então eu não consigo amenizar a situação. O que mais me deixa entristecida é que por causa desse grupo que vem para tumultuar, a gente acaba perdendo as pessoas que tem interesse de fato em aprender”.

Com relação ao uso de drogas, Patrícia acredita que esse é um dos principais fatores  para engrandecer a violência na escola. “Infelizmente e o que eu vou dizer é triste, já é comum encontrar crianças de 11 e doze anos diretamente ligadas ao repasse, a compra e ao uso dessas substâncias. Aqui não é diferente dos outros lugares e de um tempo pra cá o índice tem aumentado muito e como consequência disso a violência”, disse”.
Lêda Castro,
Diretora da Escola Professor Jecelino Jose Nogueira.
Já para Lêda Castro, Diretora da Escola Professor Jecelino José Nogueira,  os maiores problemas da instituição são o descaso com os estudos  e o uso de álcool por parte dos alunos.  “A violência hoje já não é nosso ponto chave. A gente está percebendo aqui a questão do álcool, muitos estão fazendo o uso. Como tem esses barzinhos aqui perto, eles bebiam lá foram e vinham pra cá alcoolizados. Com tudo isso, o nosso foco de preocupação ainda é o desinteresse dos meninos“, ressaltou. 
aruanha

VIOLÊNCIA: Aumentou o número de veículos roubados e estupros em Catu e caiu pela metade o número de assassinatos, segundo SSP

Desde 2007, 100 pessoas foram assassinadas em Catu e 271 veículos foram roubados, revela dados da SSP
O número de homicídios registrados em Catu no ano passado caiu pela metade quando comparado ao ano de 2011, segundo dados divulgados pela Secretaria de Segurança Pública do Estado (SSP).  De acordo com a SSP foram registrados 13 homicídios ao longo de 2012 em Catu, sendo que a mesma Secretaria aponta que em 2011 foram 26 homicídios. É o menor número em três anos. Por outro lado, as tentativas de homicídios em 2012 superaram todos os demais anos da série histórica da secretária. Foram 21 tentativas de homicídios em 2011.

A partir de 2010 Catu havia registrado um crescimento expressivo no número de homicídios, após uma redução entre os anos de 2007 e 2009. O maior número de homicídios contabilizado pela SSP foi justamente no ano de 2011, quando 26 pessoas foram assassinadas no município. Desde 2007, 100 pessoas foram mortas em Catu, entre crimes classificados como homicídios e roubos seguidos de morte.

A SSP não informou o número de mortes ocorridas em operações policiais.

Veja abaixo tabela com a evolução dos crimes em Catu entre os anos de 2007 e 2012:

ESTUPROS
Em 2012 foram estupradas o mesmo número de pessoas em Catu que somadas todas as ocorrências dos anos de 2009, 2010 e 2011. Ao todo foram 10 estupros registrados pela SSP em 2012 em Catu, sendo bem superior as 4 ocorrências realizadas em 2011.ROUBOS DE VEÍCULOS

Em 6 anos 271 veículos foram roubados em Catu. Nos dois últimos anos o roubo de veículo se consolidou como a principal pratica criminosa no município. Somente em 2012 foram 91 veículos roubados. Em 2011 foram mais 73, número bastante superior aos registros dos anos anteriores. O furto de veículos também cresceu. Foram 26 no ano passado, enquanto em 2011 apenas 7 foram registrados.